[Resenha] Nirvana Viagem ao Centro da Alma

14:26

Título: Nirvana: Viagem ao Centro da Alma (Vol. 1)
Autor: J.C. Zeferino *Parceria
Editora: Lex Dei

Sinopse:
"No princípio das eras, a humanidade vivia nas trevas. Surgiram nestes tempos de escuridão e de dor sete grandes e poderosos magos que mudariam esta história. Após breve período de glória, onde todo o planeta havia saído das trevas para a luz; um dos magos rebelou-se, voltando toda sua fúria contra os seus irmãos; Decidindo que a treva é que deveria prevalecer. Houve então um violento confronto, onde por pouco os seis irmãos de luz. Quase foram dizimados, pois eram magos pacíficos. Milênios depois eis que surge o século XXI, um jovem chamado Maiquel, para ele magia se resumia ao que conhecia através de filmes de Tolkien e Harry Potter. Maiquel jamais imaginaria entrar numa aventura como esta. Inadvertidamente ele encontra um velho livro. Este continha em suas páginas um grande e perigoso poder. O que nele estava oculto deveria assim permanecer, para que a humanidade seguisse o seu rumo natural. Mais uma vez o mal foi liberado sobre o mundo. O verdadeiro poder da magia foi revelado. O último e derradeiro confronto entre o bem e o mal está para ser finalmente consumado neste tempo. Não tenha medo! Diz o mestre guardião do livro Nirvana Viagem ao Centro da Alma... Abra a sua mente, diz ele... A verdadeira história da magia vai finalmente ser revelada! Mestre Ailamih Lapen."

Oi, pessoal! Tudo bom?

Mais um livro nacional que conquistou meu coração. A história é super envolvente e em vários aspectos, diferente dos livros que estamos acostumados a ler. Fisicamente o livro é lindo. O título da capa está em alto relevo e as páginas são feitas de papel reciclável. Encontrei alguns errinhos na impressão, mas nada que consiga abalar a qualidade da obra.

Nirvana Viagem ao Centro da Alma é narrado em terceira pessoa, e conta a fascinante aventura de Máiquel, personagem principal. Máiquel tornou-se órfão aos 18 anos. Tinha uma vida confortável e luxuosa, e esbanjava tudo o que tinha com festinhas e mulheres. Até que um dia viu as tamanhas besteiras e dívidas que havia acumulado e tratou de arrumar um emprego. Ele tinha seu paraíso particular, lugar onde vivia, deixado de herança por sua avó, a pessoa que Máiquel mais amou na vida.



Em uma das festas que ele frequentava com seu melhor amigo, Walter, conheceu, em um momento muito incômodo, Ródjia. Seu amigo Walter, como sempre, se achando irresistível por ser um homem rico, e a propósito, filho do dono da empresa em que Máiquel trabalhava, tentou se engraçar para o lado de Ródjia. Só que ele não contava que Ródjia era diferente das mulheres no qual ele costumava sair, o que fez com que ela respondesse de maneira negativa a suas investidas amorosas. Não suportando a rejeição, Walter fez o maior escândalo e saiu logo da festa, sozinho. Máiquel já havia avisado a seu amigo que a bela moça era diferente, e como não compactuava com a reação de seu amigo, ficou para tentar amenizar a situação com Ródjia.
Naquele momento nasceu uma linda amizade, que em pouco tempo se transformou em um grande amor. Não demorou muito para que os pombinhos se casassem logo. Fizeram uma incrível viajem de lua de mel, patrocinada pelo pai de Ródjia, Hugo. Passaram por vários países. Um deles foi a Irlanda.


E na Irlanda, em um lugar chamado Limerick, que Máiquel encontrou um livro que talvez seria melhor nem ter encontrado. Sem entender o porquê, pagou uma nota preta por ele para presentear sua querida esposa. Em seguida, refletiu e viu que aquele presente não tinha absolutamente nada a ver com Ródjia. Ela era um mulher descolada, moderna, por que iria querer um livro velho que nem mesmo pode se entender o que está escrito nele? Mesmo assim, Máiquel acabou guardando o livro.
"Os movimentos de Máiquel atraíram novamente a fera para si. A corda estava no seu limite de tensão, sibilando ao vento a cada ida e vinda de Máiquel. A perna engessada ainda lhe doía, mas Máiquel não podia fraquejar, não naquela hora!"
Logo após voltarem de viajem, Máiquel retomou o trabalho, afinal, ele já havia ficado muito tempo fora. Seu amigo de trabalho, Stiguel, havia inventado um programa que traduzia vários códigos inimagináveis. Foi aí que Máiquel se lembrou que havia comprado o tal livro misterioso e resolveu tentar traduzi-lo. 
Depois de uma noite inteira de muito trabalho, quando Máiquel, Walter e Stiguel, enfim, conseguiram ler o que estava escrito no livro. Pertencia a um mago, e ali continham magias ocultas, jamais lidas pelo homem. Segredos que jamais poderiam ter sido descobertos vieram a tona. Uma grande luta entre o bem e o mal havia começado ali.


Como todos os livros que eu leio, o que mais me marca é o amor. Não amor apenas entre um casal, mas o amor pelas pessoas, o valor de uma amizade. Acho que a leitura desse livro passa de uma maneira muito sutil o verdadeiro significado desses sentimentos, dando uma grande lição de moral.
Agora o jeito é aguardar pelo próximo volume, estou super curiosa para saber o que mais vem por aí. O autor já disponibilizou o book trailer desse livro também. Só para vocês ficarem ainda mais curiosos para ler essa obra, vejam a seguir o BT:


E aí? O que achou? Caso queira adquirir é só entrar em contato diretamente com o autor da obra: aqui
Espero que tenham gostado da resenha, pessoal. Até a próxima.
Beijo beijo ;*


Você pode gostar também

14 comentários

  1. Quem fez a resenha desse livro no blog foi o meu irmão e colaborar, ele gostou bastante, ainda tenho que ler :D

    www.eucurtoliteratura.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lê sim, Tainan. Tenho certeza que você vai gostar bastante.
      Beijinhos ;*

      Excluir
  2. não pensei duas vezes vi o titulo dizendo viagem e corri aqui pra ler kkk amei o post

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada pelo carinho, Matheus! Você é um fofo! <3

      Excluir
  3. Adoro ver resenhas de livros, por mais que eu não leia muito rs
    Acho que vocês arrasam na escrita!!

    Blog Babi Marchi ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada pelo carinho, Babi. Mesmo que você não escreva sobre livros, também está sempre arrasando na escrita!
      Beijos

      Excluir
  4. Oi Mari! Já vi uma resenha desse livro no blog da Tainan, mas confesso que não é meu tipo de leitura. Você pelo visto gostou e gosta desse estilo né? Gostei da resenha, quando crescer quero resenhar assim.
    Beijos! :)
    Hi, Cultura

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Kat!
      Você é uma fofa. Meu estilo literário é bem eclético, rsrs. Gosto de ler um pouco te tudo. Muito obrigada pelo carinho, lindona.
      Beijos ;*

      Excluir
  5. O livro me parece incrivel me deu uma vontade enorme de ler !! Um beijão!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jura, Aninha? Fico muito feliz que tenha gostado. Lê sim, é um excelente livro.
      Beijão, lindona

      Excluir
  6. Lindo seu blog mari! ameeei, beijinhos :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada, Patty. Que linda você.
      Beijinhos ;*

      Excluir
  7. Adorei a resenha e achei a estória fascinante, sem contar a jogada de usar só nomes sofisticados. Me empresta o livro mulher? :P E assim, acho que se eu lesse esse livro ia refletir muito, e tirar muitas frases bonitas, pelo jeito que vc falou dele ai!
    Um beijo! (eu adoro esse theme, a musica do video)
    http://escritos-de-uma-garota.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada pelo carinho, Ju! Fico muito feliz que tenha gostado. Também achei os nomes super legais, diferentes, né? Vem cá buscar que te empresto :P
      Beijão

      Excluir

Quero ler

Estou lendo