[Resenha] A Herdeira #4 | Kiera Cass

17:22

Título: A Herdeira - Livro 4 - Série A Seleção

Autor: Kiera Cass
Gênero: Romance distópico
Editora: Seguinte
Páginas: 310
Sinopse:
"No quarto volume da série que já vendeu mais de 500 mil exemplares no Brasil, descubra o que vem depois do “felizes para sempre”. Vinte anos atrás, America Singer participou da Seleção e conquistou o coração do príncipe Maxon. Agora chegou a vez da princesa Eadlyn, filha do casal. Prestes a conhecer os trinta e cinco pretendentes que irão disputar sua mão numa nova Seleção, ela não tem esperanças de viver um conto de fadas como o de seus pais… Mas assim que a competição começa, ela percebe que encontrar seu príncipe encantado talvez não seja tão impossível quanto parecia."
Esta resenha pode conter spoilers dos volumes anteriores.
Só Deus sabe o quanto eu demorei para escrever essa resenha. Já terminei de ler este livro faz pouco mais de um mês e fiquei sem palavras para expressar o quanto gostei dele. Só por esses dias que criei coragem de vir aqui contar de uma vez o que achei através dessa resenha.
Como em todos os livros de A Seleção, não me decepcionei com este. Vi muitos comentários negativos pela internet a respeito da nova protagonista. Ela realmente aparentou de início ser uma menina muito mimada e cheia de vontades, mas no decorrer da história ela amadureceu muito e se tornou uma pessoa muito melhor, no meu ponto de vista.
Eadlyn tinha um peso muito grande nas costas pois desde pequena foi criada para se tornar rainha e isso fez dela uma pessoa muito responsável, mas por outro lado uma pessoa um pouco fria e calculista. É possível notar muitas características sobre ela no desembaraçar da trama (adoro isso!).
A capa, como em todos os livros da saga, é maravilhosa! E a escrita é parecida com a dos outros livros (porque será né?!), tirando o detalhe de que não é mais narrado pela America, mas por sua filha com o príncipe Maxon, Eadlyn.


A Herdeira se passa muitos anos depois do último livro, A Escolha. Neste volume a seleção é bem diferente, pois uma mulher deveria escolher entre 35 rapazes um que pudesse se tornar seu marido e rei. Isso tudo pois Eadlyn era a filha mais velha por ter nascido poucos minutos na frente de seu irmão gêmeo, Ahren. 
Depois da extinção das castas, muitas outras crises foram desencadeadas no reino. Existia ainda assim muito desemprego, pobreza e também preconceito com pessoas que um dia pertenceram a castas mais baixas. America e Maxon acreditavam que ter outra seleção ajudaria a entreter a população enquanto eles planejavam algo para melhorar a crise que Illéa estava passando.  
"Não sou tão boa quanto outras garotas em mostrar minhas emoções. Passo a impressão de não me importar com nada, mesmo quando me importo. Gosto de guardar as coisas para mim. Sei que parece ruim, mas é verdade."
Eu confesso que a única coisa que me incomodou na história foi esse pretexto usado pela autora para que eles tomassem essa decisão. Achei contraditório, já que no princípio eles não eram a favor desse meio de arrumar um marido ou esposa. No decorrer da história eles encorajam a filha a prosseguir com a seleção baseado no casamento deles que deu certo através desse costume adotado pela família real.


Eadlyn achou a atitude dos pais um absurdo e era completamente contra, mas não havia nada que ela não faria por sua família ou pelo seu povo. Sendo assim, ela acabou aceitando a proposta, mas fez um acordo com Maxon: passados 3 meses de seleção, se ela não encontrasse o amor de sua vida, ela não se casaria com ninguém e daria um fim em sua seleção. Seus pais sem ter o que fazer, acabaram aceitando o acordo. 
Com o passar das semanas, Eadlyn acabou conhecendo sentimentos que nunca havia sentido antes e construindo um sentimento muito forte por alguns dos rapazes sorteados para participar, e isso poderia destruir seu plano de sair da seleção solteira.
"Há algumas coisas que você não aprende sobre si mesmo até deixar outro alguém entrar nos lugares mais íntimos do seu coração."
No todo, a história me agradou bastante. Foi muito diferente ler a história contada por outra pessoa e citando personagens que eu já conhecia, mas que estavam agora em outras etapas da vida, adultos, com filhos. Essa experiência foi muito bacana.
Achei o final bombástico! Acontecem duas coisas que deixam o leitor com a pulga atrás da orelha e ansiosos pelo próximo livro. Eu nem acredito que terei de esperar mais um ano para saber no que isso vai dar. 
Acredito que quem gostou dos outros volumes da série não irão se decepcionar com este.


Espero que tenham gostado da resenha. Não se esqueçam de deixar aí nos comentários o que acharam do livro, caso já tenham lido. 
Beijinhos

Você pode gostar também

8 comentários

  1. Oi, Mariana!
    Acho que muuuuitos já leram esse livro desde que foi lançado. Eu gostei dele, acho difícil as histórias da Kiera não agradarem o público, mas sempre me revolto com algumas coisinhas. Não gostei muito de alguns personagens novos, como os filhos da Marlee, por exemplo, detestei o fato de a Lucy não poder engravidar e também não aceitei o pretexto usado para outra Seleção. Querendo ou não foi uma forma de alienar a população e não acho isso correto. E acho que uma das coisas que salvaram, apesar de muitos não gostarem foi a personalidade da Eadlyn e o quanto ela vai amadurecendo.
    Beijos.
    https://asassecretas.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também não gostei do fato da Lucy não poder engravidar. Achei um drama desnecessário na história.

      Excluir
  2. Meu deus, to morrendo de vontade de ler, mas eu esperava que fosse contato pela America a história, porque, vai ser dificil ler sobre uma outra perspectiva :C
    mas acho que essa resenha me deu coragem para ler

    um beijo
    http://pinkisnotrose.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, gata. Nesse livro é a filha dela que narra a história. Mas até que eu gostei. Senti falta, mas gostei!

      Excluir
  3. Eu não gostei. Justamente por ser clichê essa história da Eadly ser super mimada e ir amadurecendo, além da America não ser mais a America, todo brilho da personalidade dela se apagou :(

    Além do final do livro né... Eu não aceito e não vou aceita-lo, principalmente se o pior acontecer. Quem me pergunta do livro, eu falo "só leia depois que a continuação lançar !!" Haha.

    Beijinhos
    www.sakurys.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Por causa desse final que eu me arrependo de ter lido. Fico nervosa toda vez que lembro. MEU DEUS!

      Excluir
  4. Toda vez que vejo uma resenha de algum livro dessa série fico pensando que sou a única pessoa que não li rsrs quero ler ainda, mas é que são tantos acumulados :( essas capas são maravilhosas. ps: não li a resenha por motivos de não quero receber spoiller rsrs mas quando eu ler venho aqui falar se as opiniões coincidem :*
    Beijão

    Dna Bookz / Fan page / Instagram  / Twitter

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lê, Ednaaa! Tenho certeza de que não irá se arrepender. Os livros são ótimos! Minha série favorita!
      Beijinhos

      Excluir

Quero ler

Estou lendo